Pages

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2007

Gustavo Lebon Régis

Coronel Gustavo Lebon Régis
        Militar, político, engenheiro, Lebon Régis nasceu em Itajaí no dia 18 de Fevereiro de 1874. Já em Março de 1882, iniciava sua carreira militar onde se distinguiu como um dos mais brilhantes alunos de seu tempo. Theobalo Costa Jamundá em "Nomes que ajudaram a fazer Santa Catarina", observa: "por volta de 1894, o Marechal Floriano, chefe de governo legal, resolveu dar o comando das forças federais localizadas na Lapan no Paraná, ao Coronel Gomes Carneiro, ao qual levou para fazer parte de seu Estado Maior, o Capitão da Guarda Nacional o alferes comissionado Gustavo Lebon Régis. Ali em combate Lebon Régis foi ferido".
       Tendo trabalhado em diversos setores da vida militar, desde que fora restabelecido do grave ferimento, assumiu interinamente, a 29 de agosto, o comando da Fortaleza de Sant¨Ana, do Estrelito. Em setembro organizou um contigente e orientou em todos os segredos da artilharia, sendo designado para tal cargo pelo comandante. A 3 de novembro foi promovido 2º tenente.
       Lebon Régis prosseguiu sua carreira militar, sempre destacando-se como oficial de rara competência e brilho, sendo por isto homenageado com medalhas de mérito militar, como a de ouro, por contar com mais de 30 anos de bons serviços, depois de servir em Belém do Pará.....ingressou na política, como deputado estadual, e como tal participou da elaboração da constituição de Santa Catarina de 1910. Exerceu o mandato até 1914. De 1915 a 1917, como deputado federal, representou o estado catarinense no Congresso nacional......" (Vai longe...) Por outros historiadores além destas glórias pessoais, foi responsável pelo massacre de camponeses na Campanha do Contestado, onde morreram muitos caboclos(as) nativos da região...por mérito da o nome desta região ao assassino de seu povo"...aí vai longe também.
        Gustavo Lebon Régis foi um destacado político e militar, nascido na cidade de Itajaí, que, com apenas 56 anos, chegou a General do Exército. Foi Deputado Estadual, presidente da Assembléia Legislativa, deputado federal, secretário-geral do Estado e superintendente (prefeito) de Florianópolis. Representou Santa Catarina na comissão demarcadora de limites com o estado do Paraná, após a Guerra do Contestado, e foi fiscal das obras de construção da Ponte Hercílio Luz.
        Além de todos esses cargos, há exatos 80 anos, em 16 de agosto de 1928, assumia o comando do Colégio Militar de Porto Alegre, posto que ocupou até o ano de sua morte, dois anos depois.Foi em razão de sua vida, plena de dignidade, honradez e sacrifício, que levou o parlamento catarinense a distinguí-lo com o nome do município, em cujo território ocorreram alguns dos mais terríveis confrontos entre os caboclos e as tropas do Exército, na Guerra do Contestado, que desenrolou sua esteira de sangue, durante longos cinco anos, entre 1912 e 1916. O mérito de Lebon Régis foi reconhecido pela Assembléia Legislativa, que, em 19 de dezembro de 1958, homenageou-lhe com o nome do novo município, que foi instalado em 28 de Janeiro de 1959.
Colaboração: Sérgio Cruz